• slidebg1

Receita de Salada Light de Quinoa [FIT, DELICIOSA e SAUDÁVEL]

Olá, tudo bem?

Hoje eu trouxe para você uma receita de salada de quinoa com legumes.

Essa salada é especial, vocês vão adorar, ela é muito boa porque a quinoa é uma fonte muito interessante de proteína, eu vou falar isso melhor.

Então, para quem está buscando ganhar massa muscular, pode ser uma boa opção. É uma boa opção para quem está querendo emagrecer, eu vou explicar mais por quê, pela combinação dos ingredientes.

E também, ela é muito boa para os vegetarianos, e principalmente para os veganos, eu vou falar mais disso quando eu falar da quinoa.

Fica comigo até o final porque eu vou explicar para você para quê cada um desses ingredientes, que está aqui serve, que benefícios ele vai trazer para você, você não vai querer perder.

Aproveitando, se você é novo por aqui, aproveita e se inscreve no canal agora, ativa o sininho porque aqui tem vídeo novo todo dia, também com receitas, mas com muitas dicas legais de saúde, boa forma, você vai adorar com certeza.

Bom, vamos começar, então, a falar da nossa saladinha.

Eu já trouxe a quinoa cozida, algumas pessoas têm uma certa dificuldade com a quinoa porque falam: “ah Patrícia, a quinoa é um pouco amarga, eu não gosto muito de consumir.”

Mas, você tem que saber fazer a quinoa.

Primeiro, você, antes de você pensar em cozinhar, você pega a quinoa crua, essa aqui já está cozida, já está toda cozidinha e está bem soltinha, vou te explicar como é que eu fiz para ela ficar soltinha assim, mas você pega a quinoa crua e deixa de molho na água gelada por uns 15 minutos.

Você vai ver que, por cima dela, vai formar tipo uma espuma, são as saponinas da quinoa, e aí você descarta essa água, lava ela em água corrente, se você tiver um escorredor de arroz, a maioria das pessoas tem, você lava embaixo da água corrente mesmo, e aí depois você cozinha.

Você bota a quinoa na sua panela, para essa receita, especialmente, eu não refoguei, mas se eu for comer ela como um arroz, por exemplo, eu refogo com alho, com cebola.

Para essa receita, eu só temperei, eu só botei ela na panela com água fervendo, com

2 dedos acima da quantidade de quinoa, que está lá, sal e só.

Porque eu quero usar ela para uma salada, então não preciso de muitos temperos porque eu já vou ter várias outras coisas aqui.

E aí, você vê, o mais interessante para uma salada é que a quinoa fique sempre ao dente, porque se ela cozinha muito e ela passa, ela fica empapada e a textura não fica muito boa, então não cozinha demais a quinoa porque não é interessante.

E, por que que eu estou usando a quinoa especificamente, gente?

Porque a quinoa ela é uma fonte de carboidrato, né, o principal nutriente dela é o carboidrato, mas ela é, que é um carboidrato com menor índice glicêmico, mais interessante para a gente consumir, mas ela também tem muita proteína, o que é muito interessante porque é bem difícil você, às vezes, achar um grão com essa distribuição nutricional que a quinoa tem, porque ela tem gorduras boas, ela tem uma quantidade muito boa de proteína e a proteína dela é de alto valor biológico, tem todos os aminoácidos essenciais.

Então, se você é vegano ou vegetariano, a quinoa é uma ótima fonte de proteína para você adicionar na sua alimentação.

Mas sempre lembrando, né, que a quinoa ela tem proteína, mas o que tem mais nela é o carboidrato.

Então, fica ligado porque você não pode, você de repente não conhece a quinoa, pode estar pensando: “ah, vou trocar, então, um ovo por quinoa, um bife quinoa.”

Não é nem, a proporção é um pouco menor.

O que eu estou querendo dizer é que a qualidade de proteína dela, o perfil de aminoácidos é muito boa, muito interessante.

Além da quinoa, a gente tem aqui o pepino.

O pepino, eu escolhi botar ele nessa receita para você porque o pepino é super interessante, ele tem uma quantidade de água muito grande, atividade de água grande dentro dele, então ele acaba ajudando demais a desinchar, a fazer um detox natural no nosso organismo, além de ter muitas fibras e contribuir, ainda mais, para ajudar na saciedade e diminuir ainda mais o índice glicêmico da refeição.

Então, o pequeno vai cair super bem aqui na nossa saladinha, além de ser super refrescante, né, é bem gostoso e eu acho que combina super bem.

A cebola roxa, eu escolhi botar para vocês aqui porque ela tem mais nutrientes do que a cebola branca, porque ela tem a quercetina, que é um antioxidante natural super potente, super interessante.

Então, a cebola roxa é muito interessante de ser consumida, sempre que você puder, adiciona ela nas suas preparações.

E algumas pessoas falam para mim: “ah Patrícia, não gosto muito de botar cebola na comida porque dá bafo e fica com gosto ruim na boca, né?”

Mas, eu não sei se você sabe, tem uma diquinha para você diminuir a quantidade de, né, bafo mesmo, né, gente, vai.

Quando você picar a cebola e ela já estiver picadinha, você deixa ela de molho na água fria, pode até ser dentro da geladeira mesmo, por uns 20 minutos.

E depois despreza essa água porque ela vai perder esse ardor dela, aquele ácido principal dela, na verdade é um gás, né, vai conseguir se livrar, e aí você vai conseguir ter menos ardor da cebola, qualquer cebola, tanto da branca quanto da roxa.

Eu tenho a cenoura aqui também, que eu já fiz ela cozidinha e cortadinha.

A cenoura é uma super fonte de fibra, de betacaroteno, ela acaba sendo muito boa por ser fonte de betacaroteno para a nossa visão, né, todo mundo desde pequeno sabe disso, para pele, para a unha, para o cabelo, betacaroteno é uma fonte bem interessante de antioxidante, então acaba agregando mais valor nutricional para a nossa saladinha.

E o brócolis.

Eu já fiz ele cozidinho, também, para adiantar.

O brócolis é um dos vegetais mais interessante que tem, eu tenho um vídeo falando só do brócolis aqui no canal, se você quiser saber mais sobre ele, dá uma olhada.

Mas ele é uma super fonte de fibra, antioxidantes, os vegetais crucíferos, de uma maneira geral, o brócolis, a couve-flor são muito interessantes de serem consumidos no dia a dia.

Então, adicionar o brócolis à nossa salada vai ser uma ótima opção.

Então vamos lá, mais um brócolis, além de ficar muito gostoso, né, porque brócolis é uma delícia, gente.

Esses legumes eu cozinhei todos só, mesmo, com água e sal, um fiozinho de azeite, se eu achei que precisasse, mas eu não botei grandes temperos porque o tempero, na verdade, vem agora.

No meu tomate, que eu peguei um tomatinho cereja, tomate também é fonte de licopeno.

E por que que eu fiz isso aqui no tomate?

Porque o licopeno ele é um antioxidante muito potente, muito interessante de ser consumido pelo nosso organismo.

Mas, ele é lipossolúvel, então ele precisa ter gordura para ele ser carreado do nosso intestino para dentro da corrente sanguínea, para aumentar a biodisponibilidade dele.

Então, no meu tomate, você está vendo aqui que já tem uns temperinhos por cima, eu já botei o azeite, olha, está vendo, que ele já está aqui embaixo, o azeite, o vinagre, o sal e a pimenta.

Lembrando que a pimenta também é termogênica, então ela acelera o metabolismo, é super interessante, e como o tomate já solta uma aguinha natural, né, todo mundo sabe disso, o tomate já tem o caldinho dele, solta uma aguinha, eu vou aproveitar e vou botar o restante dos nossos temperos aqui no tomate.

Que é a mostarda, que eu acho que combina muito bem, sempre, com verduras, acho que dá um frescor muito legal.

Eu tenho cebolinha também e manjericão, que fica super bom, combina demais com tomate.

E sempre lembrando que, quanto mais ervas frescas a gente utiliza nas preparações, menos sal a gente precisa usar.

Então, se você estiver precisando controlar a sua pressão arterial, misturar sempre as ervas frescas na sua alimentação, numa salada, em qualquer coisa que você faça realmente, uma carne, uma torta salgada, vai fazer com que você use menos sal, é mais inteligente.

Então, eu já dei uma misturada aqui no tomatinho, ele já deu uma temperada, ficou com uma cara mais de molho, ele vai soltar a aguinha dele, e aí eu pego essa mistura e jogo aqui na minha salada, que aí agora, sim, ela vai ficar super temperada e bem gostosinha.

“Ah Patrícia, eu posso usar a salada fria?”

Super pode.

Eu, na verdade, como ela normalmente fria.

Mas, você viu que a maioria dos legumes já estão cozidos, né, tirando a questão do tomate, que o tomate a gente poderia até fazer assado, mas eu optei por fazer ele cru, mas você pode esquentar também, se você quiser depois, na hora de consumir, se você quiser levar para o trabalho, né, levar para a faculdade, levar para onde quer que seja, e depois esquentar para comer, também é uma boa opção.

Mas, sempre lembrando que, quando a gente vai levar a salada ou a carne, o que quer que seja, de marmita para comer na rua, tem que ficar na geladeira, está?

Tem que estar fora da área de 10 a 45 grau, que é a área que os, graus Celsius, que é a área que os microrganismos crescem com mais facilidade.

Então, é bem interessante que ela fique sempre na geladeira e tire da geladeira para comer ou para esquentar e comer, mas não deixa ela muito tempo na mochila, na bolsa porque isso não é interessante.

“Ah Patrícia, eu uso a minha bolsa, é uma marmita toda fashion que tem uma plaquinha de gelo.”

Legal, até chegar no trabalho ou na faculdade super funciona, mas ela vai derreter esse gelo e vai, naturalmente, querendo chegar em temperatura ambiente, que vai aquecer a sua salada no meio do caminho, que você não quer porque pode proliferar bactéria mesmo.

Então, o interessante é que você tenha uma geladeira à disposição sempre que você vai levar marmita para comer na rua.

E aí é só comer.

Sempre lembrando, gente, que uma opção bem interessante também, “ah Patrícia, poxa, mas essa salada achei que ficou, assim, muito legume, muita verdura, queria botar um frango.”

Pode picar um frango e botar aqui dentro, se você quiser.

Ou então, faz um bife à parte e consome junto com a salada.

Ela, tanto pode ser um prato principal, quando ela pode ser um acompanhamento também.

E sempre lembrando que, se você não for vegano, você também tem a opção de colocar um ovinho cozido aqui, cortadinho em meia lua, vai ficar bonitinho e, além de acrescentar um pouquinho mais de proteína para a sua salada.

Eu não vou botar toda, gente, porque vocês viram que rende 2 porções, não vejo muita necessidade em consumir tanto assim.

Mas, também, se você estiver com fome, tiver treinado e tiver calculado, tiver dentro do que você precisa, super legal.

Veja sempre o que é melhor para você, de acordo com as suas necessidades.

Eu estou passando só uma receita, não estou querendo dizer que você tem que comer meia salada ou a salada inteira, isso aí você vai chegar na sua própria conclusão, de acordo, de pessoa para pessoa mesmo, vai variar sempre, está bom?

Espero que vocês tenham gostado da saladinha.

Aproveita e conta para mim o que que você botaria mais na salada, talvez você tiraria, trocaria por alguma outra coisa?

Você tem uma outra receita de salada legal para compartilhar com a gente?

Conta para mim aqui embaixo nos comentários, eu vou adorar ler os comentários, eu leio sempre todos, respondo a grande maioria, vai ser um prazer ter o teu comentário aqui, também, no meu canal.

Aproveita e se inscreve, se você é novo, ativa o sininho, aqui tem vídeo novo todo dia, não só de receita, mas também de muitas dicas bem legais de saúde, boa forma, emagrecimento, ganho de massa muscular, suplementos, sucos, você não vai querer perder, eu tenho certeza.

E dá a curtida no vídeo, está bom?

Até a próxima, tchau, tchau.